Publicador de Conteúdos e Mídias

null Incêndios florestais

icone

central de notícias

SECA ÁRVORES JOVENS
esquerda direita
Incêndios florestais

Caro produtor rural,

O Brasil enfrenta uma das piores crises hídricas da história. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, de setembro de 2020 a maio deste ano o volume dos rios pelo país chegou ao nível mais baixo dos últimos 91 anos. Os dados apontam que, até 2022, esse cenário deve continuar, principalmente na região central do Brasil, que engloba Paraná, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo. O alerta foi feito por quatro entidades que monitoram o clima, entre elas o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Recentemente, o fenômeno das geadas tornou as vegetações mais secas. O clima de estiagem após o inverno favorece a ocorrência de incêndios florestais, que são potencializados e podem se alastrar facilmente devido aos fortes ventos. Nas regiões sul e sudeste do país, essa vem sendo uma preocupação comum a quem detém pequenas ou grandes propriedades rurais.  Os danos causados por incêndios podem ser irreversíveis à fauna e à flora, além de gerar perdas econômicas. 

 

Existe prevenção?

Sim, é possível evitar a ocorrência de incêndios. Confira alguns hábitos que podem te ajudar a proteger sua floresta. Vamos lá?

- Não jogue lixo na beira das rodovias;

- Com a baixa umidade desse período, a vegetação seca se incendeia com muita facilidade. Por isso, tome cuidado;

- Não queime o lixo, destine-o a locais de coleta e reciclagem;

- Não acenda fogueiras ou faça queimadas, pois a vegetação seca e a baixa umidade propiciam incêndios de grande dimensão;

- Não fume próximo ou dentro de áreas com plantações, florestas e matos;

- Realize a construção de aceiros, faixas de terreno sem vegetação que impedem a propagação do fogo;

- Conheça os contatos de emergência da sua região;

- Lembre-se de que o número 193 aciona o Corpo de Bombeiros da sua cidade.

- O monitoramento constante das áreas ajuda a identificar o foco de incêndio no início, para que as devidas medidas de prevenção e controle sejam realizadas.
 

Muitas pessoas utilizam as queimadas por acreditarem na melhoria da fertilidade do solo, mas ela não traz benefícios a longo prazo.  O fogo sobre o solo acarreta danos químicos, físicos e biológicos. 
Já as cinzas, por serem ricas em nutrientes, dão a impressão de aumentar a fertilidade do solo, o que ocorre por pouco tempo. Com a chuva, as cinzas são lixiviadas, reduzindo os nutrientes do solo e afetando também a qualidade da água superficial e subterrânea.

Sem a proteção da vegetação, o solo fica desprotegido, sofrendo com a ação da chuva e do vento, o que favorece o processo de erosão. Os microrganismos do solo, que são importantes na ciclagem de matéria orgânica, também são afetados, uma vez que a macrofauna e microfauna são reduzidas pelo fogo. A cada vez que as chamas passam sobre o solo, a terra fica mais fraca.

 

Orientações

Entre em contato com o Plante com a Klabin!

Se precisar de auxílio para prevenir incêndios ou minimizar os impactos do fogo para suas plantações, nos procure. Nossa equipe técnica está preparada para apoiá-lo em caso de dúvidas e orientações.

Juntos, podemos proteger o seu plantio e proteger as áreas florestais.

Basta entrar em contato através de um dos canais abaixo:

Central de Atendimento - 24 horas: 0800 728 0607 
WhatsApp - Plante com a Klabin: (42) 99818-4969
E-mail: plantecomaklabin@klabin.com.br